Governo quer substituição de gasolina por álcool

O Plano Nacional de Mudança Climática que o governo submeterá a consulta pública a partir de segunda-feira prevê a substituição gradativa do uso da gasolina pelo álcool na frota de carros nacionais, com crescimento de 11% ao ano na produção do etanol. Nesse ritmo, o País deverá produzir 53,2 bilhões de litros de álcool em 2017, mais que o dobro dos atuais 25,6 bilhões.

Agência Estado |

Ficou decidido também que a partir do ano que vem a Caixa Econômica Federal (CEF) só financiará imóveis que prevejam o aproveitamento de energias limpas, como a solar. Mesmo projetos de habitação popular, como os grandes conjuntos feitos para as classes C e D, terão de conter painéis captadores de energia solar, para evitar o consumo de energia elétrica com chuveiros e outros tipos de aquecedores.

Caberá à Caixa duplicar - prevendo a contrapartida de Estados e municípios - de R$ 6 bilhões para R$ 12 bilhões os investimentos anuais em tratamento de esgoto sanitário, produtores de gás metano, que também ajudam no efeito estufa. Esse gás deverá ser aproveitado como fonte de energia. Pelos planos do governo, até 2015, a população atendida por esgotos tratados subirá dos atuais 35% para 70%.

Embora o Brasil não tenha obrigação quantitativa de reduzir a emissão de carbono (CO2), por não ter responsabilidade histórica significativa pelo acúmulo de gases de efeito estufa na atmosfera, o governo decidiu fazer um plano ousado. Coube aos ministros do Meio Ambiente, Carlos Minc, e da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, divulgá-lo. As sugestões do público para mudanças poderão ser feitas até 31 de outubro.

Somente depois dessa fase é que será possível estipular o quanto o País economizará na emissão de carbono e quanto custará o plano, explicou a secretária de Mudanças Climáticas do Meio Ambiente, Suzana Kahn, que integra o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), vencedor do prêmio Nobel da Paz ao lado de Al Gore, ex-vice-presidente dos Estados Unidos. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

    Leia tudo sobre: energia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG