Governo quer construir parceria com América Central visando aos EUA

BRASÍLIA - Depois de visitar três países da América Central na semana passada, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje que o objetivo do governo é utilizar a estratégia de aproximação com El Salvador, Guatemala e Costa Rica para que produtos brasileiros cheguem aos Estados Unidos. Todos esses países têm tratado de livre comércio com os Estados Unidos e é importante que a gente construa parceria, sobretudo na área do biocombustível, para, por meio deles, vender o etanol brasileiro aos Estados Unidos, disse em seu programa semanal de rádio Café com o Presidente. Ele avaliou a eleição do presidente de El Salvador, Mauricio Funes, como uma conquista dos setores progressistas da sociedade latino-americana. Para Lula, a eleição de Funes representa um avanço da democracia em toda a América Latina.

Valor Online |

Sobre a Guatemala, o presidente destacou o que considera "uma parceria extraordinária" na construção de política públicas, principalmente na área social. O país, segundo ele, reproduz estratégias brasileiras adotadas pelo atual governo como o Bolsa Família, o Restaurante Popular e o Escola Aberta.

Em relação à Costa Rica, Lula avaliou que o país apresenta "uma imensa possibilidade" de exportação de engenharia brasileira como serviços para construção de estradas, de aeroportos e de hidrelétricas.

"Tudo isso interessa ao Brasil: não só financiar para ajudar o desenvolvimento desses países, mas porque é sempre uma porta aberta para que o Brasil possa entrar nos Estados Unidos com produtos que são taxados se forem vendidos diretamente."
(Agência Brasil)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG