Governo promete audiência e MST inicia desocupação

Manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) começaram a desocupar, no final desta tarde, o saguão do prédio do Ministério da Fazenda. O governo assumiu o compromisso de anunciar, logo em seguida, a data e o local da audiência reivindicada pelo MST, em deve haver a presença de representantes da Presidência da República e dos ministérios da Fazenda, Planejamento, Desenvolvimento Agrário e Casa Civil, além do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

Agência Estado |

O Ministério da Fazenda havia sido invadido às 9h30 de hoje para reivindicar a realização da audiência e a liberação de verbas para a reforma agrária. O mesmo movimento de retirada deve ser feito em prédios públicos ocupados pelo MST, hoje, em cidades de outros 12 Estados. "O governo se dispôs a contribuir montando uma comissão de ministros para receber o MST", disse o dirigente do movimento, João Paulo Rodrigues. Ele informou que, para isso, foi necessária a desocupação do prédio. "Vamos dar um voto de confiança ao governo. Se nos traírem, amanhã estaremos de volta", afirmou o dirigente. Sua última recomendação aos manifestantes foi a de permanecerem em frente ao edifício do ministério.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG