Governo pretende facilitar matrícula do ProUni

O Ministério da Educação (MEC) pretende fazer uma matrícula simplificada para alunos do Programa Universidade para Todos (ProUni), dispensando inicialmente a apresentação de documentos, como comprovante de renda e certificado de conclusão de curso em escola pública. A medida seria uma saída ao cronograma apertado, provocado pelo cancelamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Agência Estado |

Entre divulgação da nota do Enem, seleção do aluno pelo ProUni e matrícula nas instituições de ensino haveria menos de um mês.

O ProUni é um programa criado pelo governo federal que dá milhares bolsas em universidades privadas para alunos de escolas públicas e com renda baixa. Em troca, elas ganham isenção de impostos. A nota do Enem é usada como seleção para a bolsa. "Seria uma espécie de pré-matrícula: o aluno assina um documento em que se compromete a, numa segunda etapa, apresentar os quesitos necessários", explicou a secretária de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC), Maria Paula Dallari Bucci.

Maria Paula acredita que os prazos com os quais o MEC está trabalhando serão suficientes para garantir que alunos do ProUni se matriculem nas instituições sem prejuízo ao ano letivo. O resultado do Enem será divulgado até o dia 5 de fevereiro. Do dia 8 em diante, será feita a seleção para verificar em que faculdade o candidato poderá se inscrever. "Acreditamos que até o fim de fevereiro, pelo menos 80% dos alunos já estarão selecionados", afirmou. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG