O secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, disse hoje que o governo não prevê em 2010 novos aumentos dos salários dos servidores. Esse foi um dos motivos apontados pelo secretário para a redução das despesas ao longo deste ano.

Os outros motivos foram: menor redução dos gastos anticíclicos, restrições da legislação eleitoral às transferências para Estados e municípios e uma série de itens de despesa.

"Pelo fato de ser ano eleitoral as despesas não vão aumentar. Vão diminuir, já que na maior parte do ano há restrições importantes na legislação eleitoral para a transferência a Estados e municípios e para uma série de itens de despesas", afirmou Augustin. Ele argumentou ainda que os subsídios dados pelo governo serão menores em 2010. "O superávit primário será cumprido, na minha avaliação, com uma tranquilidade bastante grande", afirmou. O secretário do Tesouro participou hoje de teleconferência internacional organizada pelo banco Credit Suisse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.