Governo minimiza falha na entrega de vacina contra gripe

O diretor da Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, Eduardo Hage, classificou como pontuais as falhas na entrega de vacina contra a gripe suína em algumas cidades do País. De acordo com ele, a distribuição do imunizante está regularizada e não há perspectivas de que problemas possam ocorrer.

Agência Estado |

Ele informou que vacinas serão entregues em seis parcelas. "Isso traz um pouco mais de dificuldade."

Hage, no entanto, disse que o Ministério da Saúde está cumprindo o cronograma e que nenhum Estado relatou até agora falta de vacina. As queixas, completou, são resultado de eventuais atrasos no repasse das secretarias estaduais para municípios.

O diretor confirmou que em algumas cidades há registros de que a vacinação está sendo feita em pessoas que não estão no perfil definido pelo Ministério da Saúde. Ele também afirmou que estas falhas são pontuais e que isso não traz risco para atendimento à população considerada de maior risco.

De acordo com ele, pessoas que não conseguirem se vacinar na etapa prevista para seu grupo poderão procurar postos de vacinação em outro momento. "A recomendação é de que haja flexibilidade. Se a pessoa estava viajando, com problemas de saúde, ela pode procurar, mesmo terminado o período para seu grupo, os postos de vacinação."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG