Governo lançará site para combater abuso sexual infantil

A Secretaria Especial de Direitos Humanos (SEDH), em parceria com a Polícia Federal e a Interpol, lançará em agosto um site para receber denúncias sobre abuso sexual infantil e rastrear crimes cibernéticos. O anúncio foi feito pelo secretário especial de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, que participou hoje da solenidade de lançamento do 3º Congresso Mundial de Enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Agência Estado |

O evento será realizado de 25 a 28 de novembro, mas a cerimônia foi realizada hoje por causa das comemorações pelo Dia de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infantil.

Pela primeira vez desde que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assumiu o cargo, a primeira-dama Marisa Letícia participou sozinha, como presidente do honra, de uma solenidade oficial. "A minha atuação é dar o maior apoio. Ajudei a trazer o evento para o Brasil. Como mãe, avó e primeira-dama, decidi participar do congresso porque quero ajudar a melhorar a situação das crianças e adolescentes", disse ela.

A escolha do Brasil para sediar o congresso, segundo Vannuchi, demonstra o reconhecimento internacional dos avanços das estratégias de combate ao abuso sexual no País. Sua subsecretária, Carmem Oliveira, no entanto, ressaltou que, apesar do enfoque das políticas públicas para reduzir a violência doméstica, houve um aumento dos crimes cibernéticos contra crianças. O congresso deve reunir três mil pessoas, sendo 300 adolescentes, e é organizado pelo governo brasileiro, pela Articulação Internacional contra Prostituição, Pornografia e Tráfico de Crianças e Adolescentes (Ecpat), pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e por Organizações Não-Governamentais (ONGs).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG