Governo lança edital de licitação de trem-bala entre Rio e São Paulo

BRASÍLIA - O Governo apresentou hoje o calendário do processo de licitação para o trem de alta velocidade que ligará São Paulo e Rio de Janeiro, que está previsto para ser lançado antes de 2014, ano em que o Brasil vai sediar a Copa do Mundo.

EFE |

O resultado das concessões será divulgado até meados de setembro e as obras deverão começar no início do segundo semestre de 2010, segundo os cálculos do Ministério dos Transportes.

O custo total da obra será de R$ 34,6 bilhões, que inclui a construção de 510,8 quilômetros de linha ferroviária entre o Rio e Campinas, além de mais 98,5 quilômetros até São Paulo.

Além das três estações, outras três serão construídas nos aeroportos internacionais de Cumbica, em Guarulhos; Viracopos, em Campinas e Antonio Carlos Jobim, no Rio de Janeiro, além de uma em São José dos Campos e Volta Redonda.

Outras duas estações serão abertas no trajeto, que segundo o estudo apresentado hoje, poderiam ser localizadas em Aparecida do Norte, no estado de São Paulo e Resende, no Rio de Janeiro.

A velocidade máxima do trem será de 350 km/h, o que permitirá cobrir a distância entre Rio e São Paulo em 1 hora e 33 minutos, sem paradas.

Está projetada a perfuração de 90,9 quilômetros de túneis (18% do total do trajeto) e a construção de 107,8 quilômetros de pontes e viadutos nas duas serras que separam as cidades.

Na Serra das Araras, no estado do Rio de Janeiro, será construída uma rampa para superar um desnível de 450 metros de altura.

O diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Bernardo Figueiredo, apresentou os estudos técnicos em Brasília, que serviram de referência ao Governo para elaborar a proposta, embora tenha afirmado que os investidores poderão fazer modificações em suas propostas.

Um dos requisitos para escolher a empresa que será responsável pelo projeto será a transferência de tecnologia para o Brasil, processo que será administrado por uma companhia estatal que será especialmente criada nos próximos meses.

Outro critério que determinará a escolha será a rapidez das obras, já que o Governo quer que sejam concluídas "até meados de 2014", pouco antes da Copa do Mundo no Brasil, assegurou o Ministério, em comunicado.

    Leia tudo sobre: rio de janeirosão paulotrem-bala

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG