Governo irá treinar soldados para combater a dengue

O Ministério da Saúde irá treinar recrutas para atuarem no combate à dengue, seja eliminando focos do mosquito ou em hospitais de campanha e tendas de hidratação, como foi feito durante a epidemia do início do ano, no Rio. O Ministério da Defesa ainda não definiu quantos soldados serão treinados, mas eles ficarão de prontidão e podem atuar em qualquer Estado.

Agência Estado |

"Vamos ter um Exército de reserva que poderá ser mobilizado para atuar no combate ao vetor onde for necessário, principalmente no Norte e Nordeste, Rio, São Paulo, Espírito Santo e Minas Gerais", disse o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que participou hoje do lançamento da Campanha Nacional de Combate à Dengue, na Fundação Oswaldo Cruz, no Rio.

O ministro fez um apelo para que não haja descontinuidade nas políticas de combate à dengue por causa do processo eleitoral. Cerca de 60% dos municípios terão um novo prefeito no início do ano. "Estou fazendo uma convocação para que todas as equipes de transição incluam a questão da dengue entre as prioridades da transição, para que não haja demissão de equipes que trabalham no combate à doença, principalmente nos 12 Estados que são área de risco".

O ministério, que este ano está gastando R$ 128 milhões a mais do que no ano passado no Plano Nacional de Combate à Dengue, focou suas ações na prevenção, repasse de recursos para o atendimento básico nos municípios, capacitação dos profissionais de saúde e aperfeiçoamento do diagnóstico.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG