Governo incentiva inclusão do pescado na alimentação

O estímulo ao consumo de pescado, com foco numa alimentação saudável, vai ganhar um reforço amanhã, com o lançamento da Campanha “Coma Peixe às Sextas”, fruto de um acordo entre o Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). A iniciativa visa a aumentar as vendas e baratear o preço de peixes e frutos do mar em cerca de um milhão de estabelecimentos associados à Abrasel.

Agência Estado |

Na hora da compra, o consumidor deve estar atento a alguns detalhes para levar produtos de qualidade. Segundo o ministério, o peixe fresco deve ser úmido, firme e sem manchas estranhas na pele. Os olhos devem estar brilhantes e salientes, as brânquias devem ser úmidas e com cor entre o rosa e vermelho. Já os mariscos só podem ser vendidos vivos e os polvos e lulas devem estar com a carne consistente e elástica.

O modo de conservar os peixes e frutos do mar é outro ponto importante. Após descongelados, os pescados só podem ser congelados novamente se forem cozidos e preparados. Nunca se deve congelar espécies diferentes em um mesmo recipiente. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o ideal é que cada pessoa consuma ao menos 12 quilos de peixe por ano. Os brasileiros consomem, em média, apenas sete quilos por ano. A meta do MPA é que o Brasil atinja a média de 9 quilos por habitante até 2011. As informações são da assessoria de imprensa do Ministério da Pesca.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG