O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, disse hoje que se necessário a União pode fazer nova transferência de recursos para o Estado e a Prefeitura do Rio de Janeiro enfrentarem os estragos causados pelas enchentes das últimas horas. Ele lembrou que no final do ano passado a União já havia transferido recursos ao Estado para enfrentar o período de emergência.

Segundo o ministro, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve fazer uma avaliação sobre a necessidade de novos recursos para o Rio de Janeiro, junto com o Ministério da Integração Nacional, assim que retornar a Brasília. Lula está no Rio, deve seguir para São Paulo nesta tarde e retornar a Brasília no final da noite.

"A população, o governo do Estado e o município podem ter certeza que o governo federal não vai faltar com o Rio de Janeiro", disse Padilha, que participou do lançamento da Agenda Legislativa de Indústria, na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília.

Padilha lembrou que a segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) prevê projetos estruturantes para prevenção de enchentes no Rio de Janeiro. Segundo o ministro, agora em abril deve ser indiciado o prazo para que a prefeitura e o Estado apresentem esses projetos para serem aprovados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.