MARANHÃO - O Estado do Maranhão recebeu nesta terça-feira 76 toneladas de alimentos enviados pelo governo federal. Todo o material foi encaminhado ao depósito da Defesa Civil, localizado no antigo Matheus, no bairro do João Paulo.

Subiu para 377 mil o número de pessoas desalojadas - as que podem contar com ajuda de vizinhos e familiares - e desabrigadas - pessoas que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos - no País, em razão das chuvas. A Secretaria Nacional da Defesa Civil informou que 254 mil estão na casa de parentes e amigos e o restante, em abrigos públicos.

Todo o material, de acordo com o Corpo de Bombeiros, será usado para montar as cestas básicas, que deverão ser distribuídas nos próximos dias nos 95 municípios afetados pelas chuvas.

AE
Força Aérea Brasileira entrega 300 cestas de alimentos

O trabalho de confecção das cestas vem sendo feito por homens do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil, 24 horas por dia, os quais estão se revezando para que a distribuição não pare.

Segundo previsão da Climatempo, uma massa de ar seco avança para a região e, no sábado, vai inibir a formação de nuvens carregadas por vários dias. A expectativa é de que finalmente o sul do Maranhão comece o seu período seco. Em contrapartida, as pancadas de chuva devem continuar por quase todo o Maranhão até o fim de maio.

Leia também

Leia mais sobre: chuvas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.