Governo encerra ano da França no Brasil

Foi encerrado hoje, em São Paulo, o ano da França no Brasil, com uma avaliação positiva, tanto do lado francês quanto do brasileiro. O evento teve início no dia 21 de abril deste ano e foi uma continuidade do ano do Brasil na França, realizado em 2005.

Agência Estado |

Durante o evento de encerramento, o ministro da Cultura, Juca Ferreira, disse que mais de 30 países já demonstraram interesse em afinar as relações com o Brasil, incluindo Itália, Índia, países da Europa, África e Ásia. "Já acertamos com a Bélgica a realização de um evento semelhante em 2011. O Brasil entrou para o hall de países que já despertam interesse de outros", disse.

O ano da França no Brasil teve mais de 560 eventos realizados, em 80 cidades do País e um investimento do governo brasileiro próximo a R$ 55 milhões. Do lado francês, o levantamento preliminar dos recursos indica o aporte direto de 10 milhões de euros e outros 10 milhões de euros utilizados na produção e realização de eventos. "O evento renovou as relações entre os dois países, que já eram antigas", disse Juca Ferreira.

Segundo Danilo Miranda, presidente do comissariado brasileiro, mais de 1,5 mil projetos foram apresentados, dos quais 745 receberam a chancela dos organizadores. "Queríamos realizar não apenas ações pontuais, mas também projetos de caráter permanente. Conseguimos isso em vários lugares, entre eles a restauração de obras e a instalação de um centro de músicas negras, na Bahia", disse Miranda, ao lembrar que mais de 50 milhões de pessoas em todo o Brasil tiveram algum tipo de contato com os eventos realizados.

Para o embaixador francês no Brasil, Antoine Pouillieute, o um dos objetivos de realizar um ano da França era mostrar para os brasileiros uma França mais moderna, aberta, com uma programação que envolvesse as áreas culturais, econômicas e acadêmicas. "O evento foi um apoio às parcerias estratégicas dos dois países. Passamos de uma amizade formal para uma intimidade operacional", disse Pouillieute.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG