O governo do Rio Grande do Sul anunciou, neste domingo, a ampliação de uma força-tarefa criada em 2007, no início do governo, para auxiliar os municípios atingidos pelos temporais de novembro.

AE

Cidade Rosário do Sul (RS) fica alagada após fortes chuvas na região sul do país

"A ampliação da força-tarefa permite ao governo buscar soluções com a ajuda do Exército, da Marinha e da Aeronáutica para atender às populações sujeitas a inundações e granizo", explicou a governadora Yeda Crusius.

Ela também destacou que o governo gaúcho já liberou, neste final de semana, R$ 2 milhões para reconstrução de 11 escolas no Litoral Norte e oito em Gravataí.

O temporal de quinta-feira deixou cerca de 15 mil residências danificadas, boa parte no Litoral Norte. Na Zona Sul do Estado, que agora sofre com as inundações pelo grande volume de chuvas, ainda não foi possível mensurar os danos, devido à dificuldade de acesso.

Vinte e oito municípios decretaram situação de emergência no Rio Grande do Sul. Mil pessoas ainda estão desabrigadas e outras seis mil, desalojadas, segundo dados do governo.


Leia também:


Leia mais sobre:
chuvas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.