A Secretaria de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro (Seap) abriu uma sindicância hoje para investigar a fuga de um detento do Complexo de Segurança Máxima de Bangu, na zona oeste, que saiu do presídio no dia 15 de agosto vestido de mulher. Vilcir Ferreira da Costa teria aproveitado o dia de visitas para fugir.

Ele usava peruca e maquiagem.

O secretário Cesar Rubens Monteiro de Carvalho criticou as circunstâncias da fuga e disse que "com certeza houve no mínimo quebra das regras básicas de segurança no que diz respeito à saída dos visitantes das unidades prisionais por parte dos inspetores de serviço".

As imagens do sistema de monitoramento do Complexo estão sendo analisadas para avaliar as circunstâncias da fuga e o eventual grau de comprometimento dos agentes e servidores de plantão no dia da fuga. A sindicância terá 30 dias de duração e pode ser prorrogada pelo mesmo período.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.