Governo do Maranhão decreta situação de calamidade pública

BRASÍLIA - A governadora do Maranhão, Roseana Sarney, decretou estado de calamidade pública em todo o Estado. As fortes chuvas prejudicaram 86.357 mil pessoas. Segundo informações do Corpo de Bombeiros de São Luís, há ainda 18.527 mil desalojados, 13.184 mil desabrigados. Cinco mortes foram confirmadas e uma pessoa está desaparecida, no município de São Luiz Gonzaga.

Agência Brasil |

A Defesa Civil do Estado está monitorando 31 municípios. Desses, 20 estão em situação de emergência: Trizidela do Vale, São Luiz Gonzaga, Marajá do Sena, Cajari, Alto Alegre do Maranhão, Lago da Pedra, Arame, Dufilândia, Presidente Vargas, Nina Rodrigues, Pindaré-Mirim, Pedreiras, Duque Bacelar, Codó, Rosário,Curuatá, Cantanhede, Bacabal, Momção e Arari.

AE
Chuvas causaram a ruptura de tubulação em Arari, isolando o municipio da capital

Oito estradas estão obstruídas. Entre elas, a BR-222, no oeste do estado; a BR-316, entre Alto Alegre do Maranhão e Piritoró; a BR-010, no quilômetro 319 e BR-226, próximo ao município Barra da Corda.

Também estão em igual situação as rodovias estaduais MA-034, que dá acesso às cidades de Coelho Neto e Buriti de Inácia Vaz; a MA-402, que liga a capital São Luís à região dos Lençóis Maranhenses; a MA-014, próxima à cidade de Vitória do Mearim; e a MA-122, que dá acesso aos municípios de Pedreiras e Trizidela do Vale.

Leia mais sobre: chuvas

    Leia tudo sobre: chuvas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG