A Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo divulgou nota, hoje à noite, esclarecendo que não há o registro, até o momento, de pacientes com gripe suína no estado. O órgão confirmou a entrada de um homem de 24 anos, na noite de sábado, no Instituto de Infectologia Emílio Ribas com quadro de tosse e dores no corpo.

"Seu quadro clínico não cumpre os critérios do Ministério da Saúde para a definição de caso suspeito de gripe suína, uma vez que ele não apresenta febre", consta na nota. O paciente, morador de Osasco (SP), relatou às autoridades que regressou do México no último dia 16 de abril.

De acordo com nota, o paciente está internado no Instituto por precaução, uma vez que está consciente e tem bom estado geral. As suspeitas são de que esteja com dengue. "Amostras de sangue e secreção nasal serão encaminhadas para análise do Instituto Adolfo Lutz", segundo o comunicado.

A Secretaria da Saúde também confirmou a ocorrência do segundo caso de suspeita de uma pessoa com a doença. Neste domingo, uma mulher, que esteve no México entre os dias 12 e 21 e passou pelos Estados Unidos, procurou o serviço da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no Aeroporto de Congonhas (SP) com sintomas de tosse.

Novamente, a paciente foi encaminhada ao Instituto Emílio Ribas para avaliação e a principal suspeita é a de que tenha sinusite. "Como ela não apresenta febre, também não cumpre a definição de caso suspeito de gripe suína, conforme os critérios do Ministério da Saúde", segundo a secretaria, que acrescentou que a rede de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo está em alerta por conta dos casos registrados no México e nos Estados Unidos. "Por causa disso é natural que haja uma atenção maior, mesmo em relação a casos não suspeitos."

O governo de São Paulo reforçou que, neste momento, não há nenhum tipo de "evidência de circulação do agente causador da gripe suína no Estado de São Paulo".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.