Governo destina R$ 70 mi para compra de bafômetros

BRASÍLIA - Para dar maior eficácia à lei seca nas estradas, em vigor desde 20 de junho, o Ministério da Justiça anunciou neste segunda-feira a destinação de R$ 70 milhões para compra de dez mil etilômetros - os bafômetros, equipamentos que medem o teor de álcool no sangue de motoristas, por sopro.

Redação com Agência Estado |

Depois do impacto inicial da lei, o governo constatou que caiu o ritmo de desaceleração do índice de acidentes causados no trânsito por motoristas alcoolizados. Na avaliação do Ministério da Justiça, há sinais de acomodação num patamar elevado, o que motivou a liberação da verba.

Os novos bafômetros serão entregues à Polícia Rodoviária Federal e aos batalhões de trânsito dos Estados. A pequena quantidade de aparelhos está limitando a atuação dos policiais e agentes de trânsito no combate à embriaguez ao volante.

A compra de novos lotes, na avaliação do Ministério, intensificará a fiscalização nos 61 mil quilômetros de rodovias federais, principalmente no perímetro urbano das capitais e de grandes cidades. O objetivo do governo é de que ocorra, em qualquer blitz de trânsito, mesmo que só para verificar um documento, o sopro no bafômetro.

O secretário-executivo do Ministério da Justiça, Luiz Paulo Barreto Teles, explicou que a modalidade de licitação ainda não foi definida, mas as providências serão aceleradas para que o primeiro lote chegue o mais rápido possível.

Cada bafômetro custará de R$ 6 mil a R$ 7 mil aos cofres da União. Os recursos para a compra virão do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) e do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP). A aquisição dos equipamentos será exigida dos governos estaduais como contrapartida à liberação de recursos.

Leia mais sobre: Bafômetros

    Leia tudo sobre: bafômetros

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG