Governo de SP descarta atraso em obras do Rodoanel

Mesmo com o acidente no Trecho Sul do Rodoanel, ocorrido na sexta-feira, o secretário de Transportes do Estado de São Paulo, Mauro Arce, descartou atrasos na conclusão das obras desse ramo, que continua prevista para 27 de março de 2010. O prazo está mantido.

Agência Estado |

Uma vez resolvido o problema, no máximo em um mês, o viaduto em questão ficará pronto", afirmou hoje o secretário, destacando que o restante das obras "segue fluindo normalmente".

Arce disse esperar que, até o final deste ano, saia a definição do modelo de licitação ou concessão dos novos trechos do Rodoanel. Uma das hipóteses que vêm sendo cogitadas é entregar ao setor privado a construção do Trecho Leste, que recuperaria seu investimento mediante a cobrança de pedágio e ganharia a administração do ramo Sul.

As empresas, porém, estão descontentes com essa alternativa, alegando que a conta não fecha. As companhias propõem a participação do governo nos investimentos ou a mudança no modelo dos últimos leilões, que dão vitória ao concessionário que apresentar a menor tarifa. "Espero ter em breve uma definição sobre o modelo do edital. Avançamos no licenciamento ambiental e estamos agora trabalhando em como será o Trecho Leste", afirmou hoje o secretário, que participou do 5º Seminário de Logística, realizando na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Sobre o desabamento de três vigas no Trecho Sul do Rodoanel, que deixou três feridos sexta-feira, Arce preferiu não aventar ideia sobre o que causou o acidente. "Eu diria que há muitos palpites, mas os palpites são até bem-vindos porque levantam algumas hipóteses." Ele preferiu não definir quando as obras nesse trecho serão retomadas. "Espero que isso ocorra o mais rápido possível, mas sem afetar o processo de definição das causas do acidente", destacou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG