rebatizada de A H1N1 pela Organização Mundial de Saúde)." / rebatizada de A H1N1 pela Organização Mundial de Saúde)." /

Governo de São Paulo recomenda que pessoas evitem viajar para Argentina e Chile

SÃO PAULO - A Secretaria de Estado da Saúde emitiu uma nota nesta terça-feira recomendando que as pessoas evitem viajar para a Argentina e ao Chile, em razão do risco de contágio pelo vírus da gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/30/oms+decide+mudar+nome+da+gripe+suina+5867916.htmlrebatizada de A H1N1 pela Organização Mundial de Saúde).

Redação |

A recomendação também é válida para os demais países da América do Sul que registram alto índice de transmissão da doença. A secretaria enviou comunicado sobre a medida nesta terça-feira ao Ministério da Saúde.

Segundo a secretaria, 40% dos casos da doença registrados no Estado de São Paulo até o dia 22 junho foram de pacientes que se infectaram durante viagem para a Argentina. Outros 15,5% dos pacientes adquiriram a doença nos Estados Unidos. O Chile responde por 5,1% dos casos da gripe entre os paulistas, e o Canadá, por 2,5%. Os demais países apontados como locais prováveis de infecção foram França, Inglaterra, México e Uruguai.

Restrição especial

De acordo com o comunicado, há restrição especial para mulheres grávidas, pessoas imunodeprimidas (como pacientes com câncer e em tratamento de Aids, por exemplo), crianças menores de dois anos e idosos com 60 anos ou mais. Essas pessoas deverão evitar ao máximo se deslocar para outros países da América do Sul onde há transmissão da doença, pois o risco de terem complicações em decorrência da infecção pelo vírus da nova gripe é maior nestes grupos populacionais.

Atualmente, São Paulo registra 149 casos confirmados da gripe suína. No Brasil, o último balanço divulgado na segunda-feira aponta para 240 casos. 

Unesp fechada

Futura Press
Câmpus da Unesp suspendeu as aulas até sexta-feira

O câmpus da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Assis, localizado a 434 quilômetros de São Paulo, suspendeu as aulas até sexta-feira. A medida preventiva foi tomada após a confirmação de dois casos da "gripe suína" na universidade. 

A doença também levou três escolas na cidade de São Paulo e outra em Belo Horizonte a antecipar as férias, após alunos terem a infecção pela doença confirmada no fim de semana.

Colégios cancelam aulas


Leia também:

Leia mais sobre: gripe suína

    Leia tudo sobre: argentinagripe suínaviagem

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG