Governo da BA pede ajuda à Igreja para combater dengue

Preocupado com o possível recrudescimento do avanço da dengue na Bahia depois que a estação de chuvas - correspondente ao inverno, no Estado - começar, o secretário da Saúde, Jorge Solla, foi buscar a ajuda da Igreja Católica. Em reunião que se estendeu até a noite de ontem, Solla pediu ao arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, dom Geraldo Majella Agnelo, apoio da instituição nas ações de combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti , transmissor do vírus causador da doença.

Agência Estado |

Recebeu a promessa de que, a partir das celebrações deste domingo, as missas darão espaço a campanhas de conscientização da população no Estado. Segundo dados da secretaria, contabilizados entre o primeiro dia do ano e a terceira semana de março, há 32.306 notificações de dengue na Bahia, 305% a mais do que no mesmo período do ano passado. Estão confirmadas 29 mortes causadas pela doença e há outros 40 casos sendo investigados.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG