rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) no Brasil. O Ministério da Saúde anunciou nesta sexta-feira que mais três brasileiros, moradores de Santa Catarina, São Paulo e Tocantins, contraíram a doença. Os três estão em isolamento domiciliar, receberam medicamento e passam bem." / gripe suína no País - Brasil - iG" / rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) no Brasil. O Ministério da Saúde anunciou nesta sexta-feira que mais três brasileiros, moradores de Santa Catarina, São Paulo e Tocantins, contraíram a doença. Os três estão em isolamento domiciliar, receberam medicamento e passam bem." /

Governo confirma mais 3 casos de gripe suína no País

SÃO PAULO - Aumentou para 31 o número de casos confirmados de gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/30/oms+decide+mudar+nome+da+gripe+suina+5867916.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) no Brasil. O Ministério da Saúde anunciou nesta sexta-feira que mais três brasileiros, moradores de Santa Catarina, São Paulo e Tocantins, contraíram a doença. Os três estão em isolamento domiciliar, receberam medicamento e passam bem.

Redação |

O paciente de Santa Catarina é contato próximo de outra pessoa diagnosticada com a doença anteriormente, que foi infectada no exterior. Trata-se, portanto, de um caso autóctone (quando a transmissão ocorre dentro do país). Está em isolamento domiciliar e passa bem.

Os pacientes de São Paulo e Tocantins são adultos e estiveram no exterior. O de São Paulo está em isolamento domiciliar e o de Tocantins, internado, pois começou a apresentar sintomas antes da aprovação do novo protocolo de manejo clínico de pacientes. Ambos passam bem.

O Estado de São Paulo responde pelo maior número de casos verificados no País: 13. Em seguida, aparecem o Rio de Janeiro e Santa Catarina, com sete e cinco, respectivamente. Os demais são de Mato Grosso, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Tocantins.

O total de casos suspeitos também aumentou de ontem para hoje, passando 41 para 42. O ministério monitora pessoas nos Eestados de São Paulo (15), Minas Gerais (5), Paraná (4), Rio de Janeiro (4), Rio Grande do Norte (3), Rondônia (3), Distrito Federal (2), Espírito Santo (2), Tocantins (2), Alagoas (1) e Goiás (1). As amostras com secreções respiratórias dos pacientes estão em análise laboratorial.

O ministério informou que o aumento do número de casos suspeitos se deve a extinção da definição de caso "em monitoramento", aprovada pelo Grupo Executivo Interministerial para Pandemia de Influenza (GEI) na segunda-feira.

Leia também:



Entenda a "gripe suína"



Leia mais sobre: gripe suína

    Leia tudo sobre: gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG