Governo central tem 1o déficit para maio desde 1999

Por Isabel Versiani BRASÍLIA (Reuters) - O governo central registrou em maio o primeiro déficit primário para o mês desde 1999, refletindo o crescimento das despesas e uma deterioração das receitas, mostraram números do Tesouro Nacional nesta quinta-feira.

Reuters |

O secretário do Tesouro, Arno Augustin, previu que a arrecadação federal irá melhorar no segundo semestre, como resultado da retomada da atividade. Mas ele antecipou que ainda pode haver outros resultados primários negativos no ano e que o processo faz parte do esforço antíclico do governo.

"O governo, em momentos de crise, precisa estimular a economia", argumentou Augustin a jornalistas.

O resultado primário de Tesouro, Previdência e Banco Central foi deficitário em 120,2 milhões de reais no mês passado. O número se compara a um superávit primário de 10,028 bilhões de reais em abril e a um resultado também positivo de 5,550 bilhões de reais em maio de 2008.

As despesas totais do governo central aumentaram 16,6 por cento em maio na comparação anual, para 43,577 bilhões de reais. No mesmo período, as receitas totais subiram apenas 2,7 por cento, para 56,292 bilhões de reais.

Nos primeiros cinco meses deste ano, o superávit acumulado foi de 19,282 bilhões de reais, o equivalente a 1,63 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) --bem abaixo dos 53,457 bilhões de reais, ou 4,68 por cento do PIB, em igual período de 2008.

DESONERAÇÕES

Augustin afirmou que a queda da arrecadação federal tem refletido não apenas a desaceleração econômica mas também as desonerações tributárias promovidas pelo governo para aquecer a atividade.

A elevação das despesas, segundo o secretário, também seria consequência de um esforço deliberado do governo para estimular a economia.

No acumulado do ano, os investimentos federais cresceram 25 por cento na comparação com o mesmo período de 2008, para 9,276 bilhões de reais. No mesmo período, as despesas com pessoal aumentaram 22,6 por cento, para 60,788 bilhões de reais.

O governo central havia registrado déficit primário pela última vez em fevereiro deste ano, de 1,116 bilhão de reais.

Em maio de 1999, o déficit foi de 650 milhões de reais, pior resultado para o mês desde o início da série do Tesouro, em 1997.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG