chamar o embaixador do país no Brasil para consultas. A medida foi tomada depois do parecer do procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, que sugere o arquivamento do processo de extradição do ex-ativista italiano Cesare Battisti no Supremo Tribunal Federal (STF)." / chamar o embaixador do país no Brasil para consultas. A medida foi tomada depois do parecer do procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, que sugere o arquivamento do processo de extradição do ex-ativista italiano Cesare Battisti no Supremo Tribunal Federal (STF)." /

Governo brasileiro já sabe da convocação de embaixador

BRASÍLIA - O Ministério das Relações Exteriores informou nesta terça-feira, por meio de nota, que tomou conhecimento da decisão do governo italiano de http://ultimosegundo.ig.com.br/bbc/2009/01/27/italia+convoca+embaixador+no+brasil+para+consultas+apos+caso+battisti+3646925.html target=_topchamar o embaixador do país no Brasil para consultas. A medida foi tomada depois do parecer do procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, que sugere o arquivamento do processo de extradição do ex-ativista italiano Cesare Battisti no Supremo Tribunal Federal (STF).

Agência Estado |

AP

Battisti preso no Brasil em 2007

"O Brasil tomou conhecimento da decisão do governo italiano de chamar para consultas o Embaixador da Itália no Brasil, em razão do 'parecer expresso sobre o caso Battisti pelo procurador-geral da República'."

O governo brasileiro recusou a extradição do ex-ativista, condenado à revelia na Itália pelo assassinato de quatro pessoas, após o ministro da Justiça, Tarso Genro, conceder a ele o status de refugiado político, no último dia 13.

Segundo a nota, o governo do Brasil reitera que todos os procedimentos sobre a questão estão de acordo com a legislação brasileira e que tem a certeza de que os laços históricos e culturais que unem o Brasil e a Itália continuarão "a inspirar nossos esforços com vistas a aprofundar ainda mais as sólidas relações bilaterais nos mais diversos setores".

No parecer divulgado nesta terça, o procurador brasileiro alegou que, assim que o status de refugiado é concedido, todos os pedidos de extradição são automaticamente rejeitados.

Segundo a agência italiana Ansa, o ministro de Relações Exteriores da Itália, Franco Frattini, afirmou que seu país esperava um reexame e uma reflexão "mais profundos" do tema. Para o ministro, o fato de Souza tomar a decisão em apenas 48 horas "sem análise objetiva", parece "pura e simplesmente uma forma de dar cobertura à decisão política do Ministério da Justiça". "Isso é francamente inaceitável e por isso nós convocamos o embaixador a Roma para consultas sobre o assunto. Eu quero discutir nossas opções com ele", afirmou.

Veja também:

Leia mais sobre: Cesare Battisti

    Leia tudo sobre: asilo políticocesare battisti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG