Governo assumirá responsabilidade na banda larga, diz Lula

PORTO ALEGRE (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira que o governo vai liderar o processo de expansão do acesso à Internet em banda larga no país. Segundo ele, o governo quer fazer parcerias com empresas de todos os portes e está disposto a ouvir as demandas da sociedade. Não deixará, no entanto, de levar adiante o Plano Nacional de Banda Larga, que deve ser anunciado neste mês.

Reuters |

"O governo vai assumir a responsabilidade de levar a banda larga para todos os rincões deste país", afirmou Lula em discurso durante inauguração de um centro de tecnologia eletrônica avançada, em Porto Alegre (RS).

O presidente rebateu as críticas de que seu governo quer estatizar setores da economia. Segundo ele, o Executivo deve mostrar "bala na agulha" para fazer com que o empresariado feche parcerias com o governo ou baixe seus preços.

Lula argumentou ainda que as empresas públicas devem buscar o lucro. Para ele, essa é a visão dos "comunistas modernos".

"Tem que ser tudo superavitário, porque senão o Estado quebra, como quebraram."

O governo estuda transformar a Telebrás em seu braço na iniciativa da banda larga.

DILMA E ESTADO

Recusando-se a falar sobre sua provável candidatura presidencial, a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), que acompanhou o presidente Lula ao Rio Grande do Sul, defendeu a presença do Estado na economia.

Na sua opinião, o sucessor de Lula deveria continuar fazendo investimentos públicos em setores pouco lucrativos, como habitação popular.

"O Brasil está maduro para ter uma combinação boa entre um Estado necessário, não um Estado desmontado, e o setor privado", disse Dilma a jornalistas.

(Reportagem de Sinara Sandri)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG