Governo anuncia medidas para atender afetados pelas chuvas

Dilma aprovou linha de crédito de R$ 440 milhões para os municípios afetados e 35 geólogos e 15 hidrólogos vão às regiões

EFE |

Divulgação
Casa ficou quase submersa em inundação na cidade de Cardoso Moreira
O governo federal anunciou nesta segunda-feira um pacote de medidas de emergência para levar assistência aos afetados pelas chuvas da região sudeste e para prevenir novos desastres como os que já atingiram 2,5 milhões de pessoas.

"Evitar mortes é nossa prioridade número um", disse a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, na entrevista coletiva posterior à reunião com a presidenta, Dilma Rousseff, e os responsáveis por cinco ministérios envolvidos na prevenção e atendimento às vítimas de desastres naturais.

Previsão: "Eles serão menores, mas nós teremos prejuízo"

Em alerta: Municípios são informados sobre deslizamentos

Entre as medidas anunciadas, foi aprovado o envio de 100 profissionais de saúde para reforçar o atendimento médico em Minas Gerais, o Estado mais afetado pelas chuvas das últimas duas semanas. Também foi decretada uma antecipação nos subsídios dos programas de assistência social do governo.

Além disso, Dilma aprovou a abertura de uma linha de crédito de R$ 440 milhões para atender aos municípios afetados pelas chuvas. Um grupo de 35 geólogos e 15 hidrólogos vai ser mobilizado a partir desta segunda-feira nas regiões mais vulneráveis para identificar a possibilidade de novos deslizamentos de terras, segundo detalhou o ministro de Integração Nacional, Fernando Bezerra.

Bezerra afirmou que existe um "risco elevado" de que ocorram chuvas intensas entre esta segunda e a quarta-feira em Minas Gerais e no Rio de Janeiro. Nestas duas regiões foram registrados desde o início do ano até o domingo 11 mortos, dois desaparecidos, cerca de 30 mil desabrigados e 2,5 milhões de afetados, segundo dados dos ministros. Um novo deslizamento de terras causou nesta segunda-feira pelo menos sete mortos e deixou desaparecidos em Sapucaia , no Estado do Rio de Janeiro, segundo autoridades locais.

As chuvas causaram outros três mortos em Além Paraíba, Minas Gerais, de acordo com relatórios da Polícia da região . As chuvas também causaram danos em 37 trechos de 16 estradas federais em cinco Estados do Brasil, cinco destes trechos tinham o tráfego de veículos totalmente interrompido na manhã desta segunda-feira, segundo dados do Ministério dos Transportes.

    Leia tudo sobre: chuvasgoverno

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG