Tamanho do texto

O Ministério da Saúde passará a chamar a gripe suína de influenza A(H1N1). A mudança segue o padrão determinado hoje pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Desde o surgimento dos primeiros casos da doença, associações de produtores brasileiros reivindicam a mudança de denominação, sob a justificativa de que o termo "gripe suína" poderia confundir a população e atrapalhar a atuação do setor.

De acordo com o Ministério, foram registrados em Minas Gerais dois novos casos considerados suspeitos de gripe suína. No total, o Brasil passa a ter quatro pacientes com suspeita de contaminação pelo H1N1, três no Estado mineiro e outro em São Paulo. De acordo com boletim divulgado nesta tarde pelo Ministério da Saúde, há ainda 42 casos sendo investigados, em 12 Estados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.