Brasília - O Executivo admite retirar da pauta do Congresso Nacional a medida provisória que transformou a Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca em ministério, segundo o ministro de Relações Institucionais, José Múcio.

Não vamos travar uma queda de braço. A essa altura, o melhor é retirar, disse Múcio após reunião da coordenação política com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A MP é questionada pelo presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), além de parlamentares da base aliada e da oposição.

Múcio inclusive deve discutir o assunto com Chinaglia na próxima quarta-feira (27), quando irá ao Legislativo para negociar a reforma política.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.