Governador do Rio pede exoneração do chefe de Relações Públicas da Polícia Militar

RIO DE JANEIRO ¿ O comandante geral da Polícia Militar, coronel Mário Sérgio de Brito Duarte, exonerou na manhã desta sexta-feira o major Oderlei Santos do cargo de chefe do setor de Relações Públicas da corporação. O pedido de exoneração foi feito na noite de quinta-feira pelo governador Sérgio Cabral.

Redação com Agência Estado |

De acordo com a assessoria de imprensa do Estado do Rio de Janeiro, Cabral fez o pedido por ter considerado desrespeitosa a declaração feita por Santos em uma entrevista sobre o assassinato do coordenador do Afroreggae, Evandro João da Silva, ocorrido na madrugada do último domingo.

Para Cabral, o major minimizou a participação de policiais militares que não socorreram o coordenador do Afroreggae e ainda roubaram os pertences da vítima que os assassinos haviam levado.

O porta-voz da PM havia dito que o capitão Denis Leonard Nogueira Bizarro e o cabo Marcos de Oliveira Salles não podiam ser chamados de criminosos e se referiu ao episódio como desvio de conduta.

"Um porta-voz da instituição não pode se comportar como advogado
dos policiais", afirmou Sérgio Cabral nesta sexta-feira durante um evento na Fecomércio, no Flamengo, zona sul do Rio.

Na tarde desta sexta-feira, o comandante geral da Polícia Militar irá receber em seu gabinete do Quartel General o líder do grupo Afroreggae, José Júnior.


Policiais assumem erro na morte de integrante do Afroreggae

Leia também:

Leia mais sobre: violência no Rio

    Leia tudo sobre: afroreggaeassassinatocrimepmpolícia militarviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG