Governador do Rio discute participação no pré-sal

Ao chegar hoje para um jantar com deputados e senadores do Rio de Janeiro, para discutir as regras de exploração do pré-sal, o governador Sérgio Cabral disse que espera uma definição mais clara da participação especial nos grandes campos de petróleo. Segundo ele, os projetos enviados pelo governo ao Congresso garantem aos Estados produtores a participação nos royalties, mas não tratam da participação especial.

Agência Estado |

"Queremos que o que antes era chamado participação especial - e agora deverá ter outro nome - seja garantido ao Rio", disse o governador.

Cabral também evitou polemizar com os governadores de Estados não produtores de petróleo, como os do Nordeste, que defendem uma distribuição igualitária dos royalties. "Essa polêmica só interessa a político de quermesse", disse. O governador disse ainda que o Estado do Rio vai defender a Petrobrás, que será a única operadora nas áreas do pré-sal, com 30% de participação garantidos. "Mas a Petrobras não pode ser maior que o Brasil", ressaltou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG