Governador do Piauí encerra carreira e diz: "Quero tempo pra mim"

Wilson Martins (PSB), de 53 anos, diz que vai deixar a política em 2015, quando acabar seu recém conquistado mandato

Wilson Lima, iG Maranhão |

AE
O governador do Piaui, Wilson Martins (PSB), logo após votar, em outubro
O governador do Piauí, Wilson Martins (PSB), afirmou nesta terça que pretende encerrar sua carreira política em 2015, após o encerramento do seu atual mandato. Martins, de 53 anos, está há menos de um ano no cargo. Ele  afirmou que pretende ter mais tempo para recuperar a leitura perdida e cuidar de si. As declarações foram dadas a uma emissora de TV.

“Eu disse para a Lílian (Martins, sua esposa) que precisamos dar uma refletida, uma parada. Eu tenho uma quantidade grande de livros que comecei a ler e não concluo. Quero um tempo a mais para mim”, declarou o governador.

Martins assumiu o governo do Estado em abril de 2010, após o afastamento de seu antecessor, Wellington Dias (PT). Dias estava à frente do governo desde 2003 e deixou o cargo para se candidatar ao Senado nas eleições do ano passado. O petista foi o senador mais votado na história do Piauí. Oficialmente, a aposentadoria de Martins não tem ligação alguma com um possível retorno de Dias ao comando do Estado em 2015.

Em um ano de mandato, Martins afirmou que está satisfeito com o seu trabalho à frente do governo. “Eu estou muito feliz e satisfeito em ser governador do Piauí. Tenho conhecimento, planejamento e projeto para o Estado e estamos conscientes do caminho que temos que tomar. Estou muito feliz com tudo isso e contemplado com essa missão da política”, concluiu.

O anúncio de aposentadoria de Wilson Martins ocorre após pouco menos de 20 anos de carreira política. Médico e professor da Universidade Federal do Piauí, Martins assumiu seu primeiro cargo em 1993, quando foi nomeado secretário municipal de Saúde de Teresina. Em 1994, assumiu seu primeiro mandato como deputado estadual, ainda pelo PSDB, reelegendo-se em 1998 e 2002. Em 2002, ele deixou o PSDB e ingressou no PSB. Em 2006, tornou-se vice na chapa de Wellington Dias e assumiu o governo, em definitivo, no ano passado. Em outubro, ele foi reeleito em segundo turno em uma disputa contra Sílvio Mendes (PSDB), ex-prefeito de Teresina.

    Leia tudo sobre: Wilson MartinsPiauiPSB

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG