O governador do Amapá, Waldez Góes (PDT), conseguiu se livrar ontem de um processo de cassação contra ele no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Por unanimidade de votos, os ministros concluíram que as acusações contra Góes eram infundadas.

A cassação tinha sido pedida pelo Ministério Público Eleitoral, para quem ele teria usado amplamente a máquina administrativa para conseguir se reeleger em 2006. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.