Gol terá três semanas para unificar check-in com Varig

RIO DE JANEIRO - Em reunião realizada nesta sexta-feira, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) identificou problemas gerenciais na operação da malha aérea da companhia que ocasionaram atrasos acima da média nacional nos voos da Gol e da Varig. Uma das exigências da Anac é a unificação dos sistemas de check-in das duas companhias, que deve ser concluído até o dia 18 de janeiro de 2009.

Redação |

Caso os sistemas não sejam unificados dentro do prazo estabelecido pela Anac, a empresa terá novas autorização de voos suspensas, segundo a agência. A unificação havia sido anteriormente prometido pela companhia para o dia 19 de dezembro e o não cumprimento do compromisso fez com que o tempo de check-in fosse superior ao previsto neste fim de ano, informou a Anac.

Outros problemas foram identificados na reunião de hoje no Rio de Janeiro, como o tempo de solo das aeronaves em Brasília e Galeão superior ao anteriormente previsto na malha aérea (aumento das operações remotas).

A Anac também considerou o aumento da ocupação dos vôos, que passou de 58% para 80% no período de fim de ano, e as fortes chuvas que atingiram diversas regiões do País neste período. "Espera de passageiros de vôos de conexão, especialmente aqueles vindos do Norte do País, onde os aeroportos frequentemente têm operado com restrições ou suspendido suas operações em decorrência das chuvas", citou a Anac no documento divulgado à imprensa.  

A Gol/Varig também terá de melhorar o tempo de execução das operações de solo nos aeroportos do Galeão e Brasília. "Caso as adequações não sejam realizadas os vôos poderão ser cancelados a partir de 26 de janeiro de 2009", determina a Anac.

De acordo com a agência, a companhia se comprometeu a rever os procedimentos de check-in, ainda este ano e garantiu que todas as posições em Guarulhos, Brasília e Galeão estarão ocupadas no horário pico. As filas de check-in nestes aeroportos passarão a ter tempo previsto de fila até o atendimento.

A Anac irá avaliar com a companhia a viabilidade de alocar voos domésticos e as respectivas áreas de check-in da empresa no terminal 2 do aeroporto do Galeão. Na reunião, a companhia também informou à Anac que, apesar dos atrasos, todos os passageiros embarcaram para seus destinos.

Saiba mais sobre: aeroportos

    Leia tudo sobre: aeroportos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG