Gol tem atraso em mais de um terço dos voos pelo País

Usuários da companhia aérea começaram a ter problemas na última sexta-feira. Funcionários anunciam greve

iG São Paulo |

Os usuários da Gol continuaram a enfrentar problemas nesta terça-feira. A companhia aérea registrou, até as 22h, 36,9% de atrasos nos 776 voos programados no País, segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). No período, 56 (7,2%) partidas foram canceladas.

Agência Estado
Passageiros na fila de check-in da Gol, nesta terça-feira, no Aeroporto de Congonhas

Conforme a Infraero, em todo o País, dos 2.246 voos programados, 419 (18,7%) atrasaram até 22h e 87 (3,9%) foram cancelados.

No aeroporto de Guarulhos , em São Paulo, 38  (19,3%) dos 197 voos tiveram atrasos até as 22h. Em Congonhas, das 238 partidas agendadas, 19,7% atrasaram.

No aeroporto de Galeão, no Rio de Janeiro, passageiros de 32 (27,8%) voos tiveram problemas, dos 115 programados. Seis (5,2%) foram cancelados. No Santos Dumont das 169 partidas, 14,8% estavam atrasadas até as 22h.

Os atrasos e cancelamentos começaram na última sexta-feira e, na segunda-feira, passageiros viveram momentos de caos nos aeroportos. Além da espera, eles se queixavam, principalmente, da falta de informação nos painéis e áudios do aeroporto.

AE
Passageiros esperam no Aeroporto Internacional Deputado Luís Eduardo Magalhães, em Salvador
A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) se reuniu nesta terça-feira com representantes da Gol/Varig para apresentar um plano de ação para atender os passageiros de voos cancelados e atrasados. A empresa afirmou que os problemas foram gerados após um erro na atualização de um software para o planejamento de escala.

No encontro em Brasília, a empresa explicou que ao implantar uma melhoria no sistema, ocorreu o problema e foram gerados dados incorretos que culminaram no planejamento inadequado da malha aérea e da jornada de trabalho dos tripulantes. Por essa razão, foi adotada novamente a configuração de escala do mês anterior.

A Anac informou que enviou inspetores para acompanhar o trabalho de planejamento da escala na empresa e está fiscalizando a assistência devida pela companhia a seus passageiros.

De acordo com a Anac, a empresa apresentou um plano para diminuir os efeitos do problema que inclui o uso de 5 aeronaves Boeing 767, configurados para cerca de 230 passageiros, nas rotas regulares domésticas e internacionais, para aumentar a capacidade de acomodação de passageiros. Atualmente, essas aeronaves são utilizadas em fretamentos. A frota atual da companhia conta com aeronaves configuradas para 140 a 178 passageiros.

Ainda ficou acertado que haverá a apresentação de relatórios semanais à Anac sobre a quantidade de horas voadas pelos tripulantes, em coordenação com o planejamento da malha aérea. Os dados serão avaliados em conjunto com o planejamento mensal.

Greve

nullFuncionários da Gol marcaram uma paralisação de 24h para o próximo dia 13 de agosto. Eles reivindicam melhores salários, plano de saúde, fim do excesso de jornada e assédio moral. A presidente do Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA), Selma Balbino, disse que a iniciativa dos funcionários, além de ser resultado dos problemas internos da Gol, também está relacionada à lenta fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e da Anac.

"Não podemos esquecer que as multas aplicadas pelo MTE e ANAC são tão baixas, que acabam se tornando um incentivo ao desrespeito à legislação trabalhista e à regulamentação profissional", defendeu.

*Com informações da Agência Estado

    Leia tudo sobre: atrasosgolaeroportos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG