Gol nega operação padrão de funcionários em Guarulhos

Empresa afirma que atrasos no dia foram "compatíveis com a média do setor"

AE |

selo

A companhia aérea Gol negou na noite desta sexta-feira a informação de que os funcionários da companhia no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, na Grande São Paulo, estejam trabalhando em operação padrão.

Em nota, a companhia esclareceu que o índice de atrasos disponível no sistema da Infraero, compatível com a média do setor, reflete o "fechamento temporário de alguns aeroportos por condições climáticas adversas na madrugada e manhã de hoje". A empresa ainda ressaltou que para minimizar o impacto e melhor atender os clientes, foram realizados "ajustes em sua malha aérea durante o dia". 

Mais cedo, a direção do Sindicato dos Aeroviários de Guarulhos afirmou que os funcionários da Gol iniciaram uma operação padrão em Guarulhos, por volta das 12 horas, com adesão expressiva. De acordo com o sindicato, os trabalhadores decidiram sobre a operação padrão em assembleia realizada em 28 de setembro.

Os funcionários da Gol chegaram a iniciar mobilização por greve em agosto, mas decidiram esperar o resultado da mediação do Ministério Público do Trabalho (MPT) em São Paulo, em prol da solução de diversos problemas, em especial a sobrecarga de trabalho. Como ao longo das três audiências no MPT-SP trabalhadores e empresa não chegaram a um acordo, os aeroviários decidiram iniciar a operação padrão antes do feriado.

    Leia tudo sobre: AEROPORTOSGOL

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG