A morte de cinco pessoas, quatro delas de uma mesma família - na BR-364, entre as cidades de Caçu e Aparecida de Rio Doce -, foi o retrato do fim de semana mais violento do ano nas estradas goianas, que deixou ao todo 15 mortos e 31 feridos em 28 acidentes ocorridos ontem. Segundo a Policia Rodoviária Federal (PRF), um detalhe chamou atenção: dez dos 17 motoristas envolvidos nos acidentes nas estradas federais estavam embriagados.

"Para nossa surpresa, os motoristas relutam em observar a Lei Seca", disse o inspetor Newton Morais, porta-voz da PRF. "Apesar da ampla divulgação da lei e suas conseqüências, os motoristas não evitam as bebidas alcoólicas quando entram nas estradas", afirmou. No pior dos acidentes, dois carros bateram de frente no quilômetro 100 da BR-364. Morreram no local Joaquim José Albino, de 59, sua filha Lígia Rodrigues Albino de Paula, de 35 anos, e seus netos Rodrigo, de 12, e Alessandro, de 8 anos, além de Gean Carlo Rodrigues, de 22 anos, que dirigia o outro veículo.

Em outra tragédia, desta vez na rodovia Belém-Brasília (BR-153), na altura da cidade de Jaraguá, o condutor de caminhão João Batista Ferreira, de 59 anos, bateu de frente com um carro. Segundo a PRF, o motorista havia ingerido 90% de um litro de uísque antes de dirigir.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.