Na entrevista que concedeu esta manhã às rádios São Francisco AM, de Anápolis, e Terra FM, de Goiânia, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que Goiás só teria a ganhar com uma eventual candidatura do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, ao governo do Estado. Se o Meirelles conduzir a economia de Goiás como ele conduziu o Banco Central, Goiás só tem a ganhar.

O Estado de Goiás vai ter um administrador excepcional, porque o Meirelles é muito competente", elogiou.

Indagado se abriria mão de Meirelles à frente do BC para que ele disputasse o governo de Goiás, o presidente Lula respondeu: "Perguntado assim, eu diria não. Mas acho que Meirelles já tem serviço inestimável prestado ao País, a seriedade com que ele construiu a economia brasileira junto com a equipe econômica." Lula disse ainda ter uma dívida de gratidão com o Meirelles: "Ele abandonou o cargo de deputado federal para ser presidente do Banco Central, quando era do PSDB. Portanto eu tenho uma dívida de gratidão com o Meirelles muito forte por conta desse gesto dele."

O presidente Lula comentou que, se Meirelles disser a ele que quer ser candidato a governador, fará algumas recomendações: "primeiro vou dizer para o Meirelles que precisamos saber por qual partido e quais são os nossos aliados. Precisamos construir uma aliança política para ganhar as eleições. Meirelles não pode ser candidato para perder as eleições. Por isso temos que conversar com o governador Alcides (Alcides Rodrigues, governador de Goiás), com o PMDB, com o PR, com todos os partidos que fazem parte da base aliada do governo federal para a gente construir uma aliança capaz de garantir a vitória. São muitos cargos em jogo: é governador do Estado, vice-governador, senadores, quer dizer, tem cargos para construir, para contemplar os partidos que estão na base."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.