GM é autorizada a sacar total de US$ 33 bi nos EUA

A General Motors (GM) recebeu aprovação judicial hoje para sacar o valor integral de US$ 33 bilhões de um empréstimo dos Estados Unidos e do Canadá, enquanto tenta sair da concordata. O juiz Robert Gerber, do tribunal de falências de Manhattan, deu aprovação final para o financiamento em audiência judicial.

Agência Estado |

Quando a GM pediu concordata em 1º de junho, o juiz disse que a montadora poderia sacar cerca de metade desse valor.

O empréstimo tem como objetivo revitalizar a montadora até que ela consiga vender seus ativos para uma nova companhia, na qual o governo dos EUA terá uma fatia grande. Essa venda é o elemento central do plano da GM de se reestruturar e tornar-se viável. O mesmo juiz recusou pedido da associação dos aposentados da montadora de criação de um comitê que os representasse no processo de concordata. As informações são da Dow Jones.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG