Gilmar Mendes nega que imagem do Judiciário esteja arranhada

BRASÍLIA - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, disse que a discussão de ontem em plenário com o ministro Joaquim Barbosa está superada. Em visita à Câmara dos Deputados, Mendes negou que a imagem do Judiciário estivesse arranhada.

Valor Online |

"Não há crise, não há arranhão. O Tribunal vai muito bem. A imagem do Judiciário é a melhor possível", ressaltou.

Durante a sessão de quarta-feira sobre um recurso que tratava a criação do sistema de seguridade no Paraná, uma divergência entre os dois ministros acabou em discussão. Joaquim Barbosa acusou Gilmar Mendes de "destruir a credibilidade do Judiciário brasileiro" e de manter capangas em Mato Grosso. "Vossa Excelência não tem condições de dar lição a ninguém", afirmou Mendes.

O STF desmarcou a sessão plenária que faria hoje. Gilmar Mendes não atribuiu a decisão ao episódio de ontem. "Houve apenas uma decisão da corte nesse sentido", justificou.

Por causa do episódio, os ministros do STF divulgaram uma nota em que lamentam a discussão e reafirmam a confiança no ministro Gilmar Mendes.

Gilmar Mendes esteve na Câmara para discutir com o presidente da Casa, Michel Temer (PMDB-SP), uma agenda de trabalho do Pacto Republicano, assinado na semana passada e que pretende tornar o Judiciário mais ágil e acessível.

(Agência Brasil)

    Leia tudo sobre: gilmar mendes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG