Gilmar Mendes diz que não vai à CPI dos Grampos

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, afirmou hoje que não vai falar na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Grampos. Ele alegou motivos institucionais para recusar o convite.

Agência Estado |

"Não devo comparecer à CPI. Em algum momento poderei ir a comissões especializadas. Mas a orientação do tribunal é de que nós não devemos comparecer a CPIs", afirmou Mendes, que teve conversas grampeadas.

O presidente do STF participou hoje de um seminário em Brasília no qual é discutida a situação dos presos brasileiros. Para Mendes, toda a sociedade tem de se unir para resolver problemas carcerários graves, como a manutenção de pessoas em cadeias mesmo após elas já terem cumprido suas penas e longas prisões preventivas, que chegam a durar 5 anos. "Só deveria estar no sistema carcerário quem foi condenado em uma decisão definitiva ou alguém perigoso", afirmou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG