Gilberto Gil encanta público de Paris em show intimista

Gilberto Gil deu, neste sábado à noite, o primeiro de seus dois shows na Cité de la Musique, de Paris, com uma atuação que encantou o público.

AFP |

Em duas horas de concerto, Gilberto Gil, sozinho no violão, ou acompanhado de seu filho Bem na maior parte do tempo, também com violão e um pandeiro, percorreu 40 anos de carreira, interpretando Bossa Nova, samba, versões de músicas dos Beatles, ou de Bob Marley, além de canções mais intimistas.

Entre uma canção e outra, Gil falou com a platéia em um francês muito correto.

"Vir a Paris é normal na carreira de qualquer um, mas cada vez se renova, de forma natural, o prazer de estar com vocês", afirmou, nos primeiros minutos de show.

Em algumas músicas, como samba, faltou voz, conseqüência da operação de um pólipo nas cordas vocais em outubro passado, mas em outras Gil mostrou toda sua arte, como em "Tempo Rei".

No meio de tantos sucessos, duas inéditas, entre elas "Geixa no tatami".

"Ambas farão parte do meu próximo álbum, em junho", anunciou o cantor, que não grava disco há seis anos, ocupado com as funções de ministro da Cultura.

No domingo à tarde, Gil fará uma segunda apresentação na Cité de la Musique. Depois disso, cumpre agenda em Lucerna (Suíça), dia 8 de abril; Cartago (Tunísia), dia 10; Barcelona, dia 12; Madri, 14; Lisboa, 17; e Porto, no dia 19.

    Leia tudo sobre: gil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG