Gilberto Gil coloca novo CD nas lojas

Chega hoje às lojas o novo disco do cantor, compositor, violonista, acordeonista e ministro da Cultura brasileiro Gilberto Gil. Banda Larga Cordel (lançamento Warner Music Brasil), como o nome anuncia, sugere uma tentativa de aproximação temática entre o universo da tecnologia de informação de ponta e a cultura tradicional brasileira.

Agência Estado |

Uma exploração poética das possibilidades do mundo high tech - em choque contínuo com a toada low tech da exclusão cultural e social.

Muitos têm interpretado "Banda Larga Cordel" como mais um exemplar da fascinação de Gil pelo universo tecnológico, coisa que vem desde a Tropicália, quando ele compôs "Cérebro Eletrônico" e "Futurível" (1969), e que prossegue ao longo da carreira, com exemplares como "Cibernética" (1974), "Parabolicamará" (1991) e "Quanta" (1997).

Ouvindo-se atentamente o álbum, vê-se que não é tão verdade nesse caso. Gil, na realidade, analisa fundamentalmente o impacto da tecnologia nas formas de produção popular, no comportamento do povo, na ambivalência moral que surge com a novidade eletrônica. "A tecnologia está aí para o bem e para o mal", disse ele.

Leia mais sobre: Gilberto Gil

    Leia tudo sobre: gilberto gil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG