BRASÍLIA (Reuters) - O ministro Gilberto Gil acertou nesta quarta-feira com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sua saída do Ministério da Cultura, após ocupar a pasta por cinco anos e meio. Encontrei o presidente sensível à apreciação profunda de nossas questões, dos nossos problemas, especialmente das minhas questões pessoais, à necessidade de me afastar do governo embora com um sentimento de perda, disse Gil a jornalistas após encontro com Lula no Palácio do Planalto. Ele me liberou, acrescentou.

Gil disse que Lula vai manter o secretário-executivo, Juca Ferreira, à frente da pasta interinamente.

Antes do encontro, Lula disse que Gil, de 66 anos, teve uma recaída e quer voltar a ser artista. Recém-chegado de uma turnê internacional, Gil reassumiu a pasta nesta quarta-feira.

(Reportagem de Fernando Examan)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.