Gestão de Maria Helena foi autoritária, avalia Apeoesp

A presidente do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de São Paulo (Apeoesp), Maria Izabel Azevedo Noronha, avaliou a gestão da ex-secretária da Educação, Maria Helena Guimarães, como autoritária e cheia de erros. Ela se negou a ouvir os sindicatos e arrumou muitos inimigos por isso, uma vez que professor é formador de opinião, criticou Maria Izabel.

Agência Estado |

Maria Helena pediu demissão do cargo e será substituída pelo deputado federal e ex-ministro da Educação, Paulo Renato Souza (PSDB-SP). Questionada sobre as expectativas em relação ao novo secretário da Educação, a sindicalista disse esperar que a gestão de Paulo Renato seja menos "autoritária" do que a de Maria Helena.

"Ela também cometeu uma sucessão de erros, como irregularidades durante a publicação da Provinha e erros vergonhosos em apostilas escolares", afirmou, referindo-se ao mapa que apontava dois Paraguais na América do Sul e irregularidades em prova de avaliação de professores. Desde que foi proposta, a Provinha é motivo de polêmica entre o governo e a Apeoesp. Segundo o sindicato, houve irregularidades na prova, uma vez que as notas dos professores não foram divulgadas e o Estado se recusou a explicar o processo de avaliação.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG