empenhada em achar autor de grampo - Brasil - iG" /

Genro: PF está empenhada em achar autor de grampo

O ministro da Justiça, Tarso Genro, afirmou hoje que o governo e a Polícia Federal (PF) estão fortemente empenhados em descobrir o autor ou autores da suposta gravação ilegal de uma conversa telefônica entre o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, e o senador Demóstenes Torres (DEM-GO). Genro contestou a interpretação de que haja no Brasil um Estado policialesco.

Agência Estado |

Disse que essa afirmação é "uma metáfora que se usa para gerar uma preocupação positiva na sociedade e combater abusos."

"Nós estamos numa situação em que, hoje, existem meios disponíveis para que indivíduos de fora do Estado, criminosos ou não, invadam a privacidade das pessoas", disse Genro. O ministro observou que muitas pessoas têm acesso a algum tipo de tecnologia de gravações que vem de fora, por contrabando ou legalmente, e disse que esses equipamentos estão nas mãos de pessoas "que não agem necessariamente de boa-fé", como seria o caso de algumas agências de detetives particulares.

A disseminação dessa tecnologia, segundo o ministro da Justiça, "é uma característica da sociedade atual". A preocupação das autoridades é a de evitar que o Estado use esses meios e impedir que se torne um "Grande Irmão", acrescentou, referindo-se ao livro de ficção científica "1984", no qual o Estado é o "Big Brother" (Grande Irmão), que vigia, com câmeras, todas as pessoas em todas as partes.

Tarso Genro disse que se comprometeu com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva a entregar até amanhã à Casa Civil e à Assessoria Jurídica da Presidência as minutas dos projetos que disciplinarão a interceptação telefônica legal no País e serão enviados ao Congresso. Genro fez as declarações no Ministério da Justiça, após a solenidade de instalação da comissão organizadora da 1ª Conferência Nacional de Segurança Pública.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG