Genro diz crer que STF manterá decisão sobre Battisti

O ministro da Justiça, Tarso Genro, que concedeu status de refugiado político ao ex-militante extremista italiano Cesare Battisti, disse acreditar que o Supremo Tribunal Federal (STF) manterá essa decisão. Genro e o ministro de Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, foram ao Congresso para entregar a proposta do governo de reforma política.

Agência Estado |

"Acho que o Supremo vai manter, porque há decisões análogas", afirmou Genro. Ele explicou que estava se referindo ao refúgio concedido pelo Brasil ao ex-porta-voz das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Olivério Medina, que está refugiado no Brasil.

O ministro da Justiça afirmou que o caso de Battisti saiu da "jurisdição" do seu ministério e que em nenhum momento se sentiu incomodado pelo fato de o STF estar julgando recurso sobre o caso. "Em absoluto. Não me incomodou. São situações embasadas em sustentações jurídicas", disse Genro. Genro e Múcio começaram no início da tarde conversa com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), a quem entregam proposta de reforma política. Pouco antes, eles entregaram a proposta ao presidente da Câmara, deputado Michel Temer (PMDB-SP).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG