Genro diz a STF que reforçará PF em reserva de Roraima

O ministro Carlos Britto, do Supremo Tribunal Federal, informou hoje que recebeu um telefonema do ministro da Justiça, Tarso Genro, comunicando que, em função dos últimos acontecimentos na Raposa do Sol, determinou o reforço do contingente da Polícia Federal na região. Genro informou também a Britto que, além de reforçar o contingente da PF, decidiu viajar para a região em companhia do diretor-geral da PF, Luiz Fernando Correa.

Agência Estado |

Tarso irá à base da PF em Cumaru.

Carlos Ayres Britto é o relator das ações judiciais que contestam a demarcação em áreas contínuas da reserva indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima. Foi Britto que, no início de abril, interrompeu uma operação da Polícia Federal para desalojar arrozeiros que vivem e plantam em terras que, pelo decreto presidencial, devem ser destinadas aos índios.

Como as terras da reserva indígena Raposa Serra do Sol pertencem à União, não seria necessário que o Ministério da Justiça pedisse autorização para que a Polícia Federal atuasse na área. Hoje, o Ministério da Justiça divulgou nota oficial informando que solicitou autorização para realizar diligências na reserva. Conforme a nota, o objetivo da PF é manter a ordem pública no local e investigar os conflitos envolvendo índios e fazendeiros.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG