BRASÍLIA - O ministro-chefe do gabinete de Segurança Institucional da Presidência, general Jorge Félix, voltou a defender na tarde desta terça-feira, 8, que haja ¿certo grau de sigilo¿ em relação às informações sobre a segurança da Presidência da República. O general participou hoje da cerimônia de apresentação dos novos oficiais-generais, no Palácio do Planalto. http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/04/08/garibaldi_cria_nesta_terca_feira_a_cpi_dos_cartoes_no_senado_1263754.html target=_blankGaribaldi cria nesta terça-feira a CPI dos Cartões no Senado

Questionado sobre o seu depoimento na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Cartões Corporativos nesta manhã, o general respondeu acreditar que foi o mais claro do que poderia ser. Mais do que aquilo, eu teria que dizer detalhes, o que quebraria o que eu prego: que as informações sobre a segurança da Presidência deve ter um certo grau de sigilo, disse Félix.

Nesta manhã, durante seu depoimento na CPMI, o general afirmou que há necessidade de preservar o sigilo de todas as informações que afetem a segurança. O sigilo não se confunde com ausência de controle. A prestação de contas segue o processo normal. O que não fazemos é divulgar tipo de gasto que é feito, disse Félix Cardoso.

*Com informações de Rodrigo Ledo da Santafé Idéias

Leia mais sobre: Presidência

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.