CNJ cria central de controle de escutas no País" / CNJ cria central de controle de escutas no País" /

General Félix reafirma isenção da Abin nas denúncias de grampo ilegal

BRASÍLIA - O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, general Jorge Félix, reafirmou nesta terça-feira que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) não é responsável pelos grampos telefônicos dos quais foram alvos o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes e o senador Demóstenes Torres (DEM-GO). http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/09/09/cnj_cria_central_de_controle_de_escutas_no_pais_1726987.html target=_blankCNJ cria central de controle de escutas no País

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

Acordo Ortográfico

"A agência tem sido sistematicamente acusada de fazer e não fazer coisas. Ela foi acusada de não alertar o presidente da República de ações de cidadãos, de maus cidadãos brasileiros. Para fazer isso teria, aí sim, que fazer essas coisas que não são permitidas por lei, o que não é feito. A Abin foi julgada e condenada sem uma prova", disse Félix em depoimento à Comissão Mista de Fiscalização e Controle das Atividades de Inteligência.  

Questionado pelo senador Arthur Virgílio (PSDB-AM) sobre a possibilidade do grampo ter sido feito por um "araponga" isolado, Félix não descartou a hipótese. 

Eu não descarto nenhuma hipótese. O senhor falou a palavra certa: um araponga. Mas taxar a Abin de institucionalmente ter feito isso, é muito cedo para falar, respondeu. 

Por enquanto a imprensa pode acompanhar a reunião. Mas o presidente da comissão, senador Heráclito Fortes (DEM-PI), acordou com os depoentes realizar sessão secreta. A idéia é garantir o sigilo das informações repassadas aos parlamentares.

Estão presentes da CPI, além do general Félix, o diretor-geral afastado da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Paulo Lacerda, e o diretor da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa.

Leia mais sobre: CPI dos Grampos

    Leia tudo sobre: grampos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG