General da Amazônia é convidado a depor no Senado

Silenciado pelo governo depois de chamar a política indigenista de caótica e lamentável, o comandante militar da Amazônia, general Augusto Heleno, foi convidado para depor no Senado sobre demarcações de terra de índios e a defesa da região. Também irão depor à subcomissão temporária criada pela Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) da Casa, os presidentes da Fundação Nacional do Índio (Funai), Márcio Meira, e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Bazileu Alves Margarido Neto.

Agência Estado |

O vice-presidente da subcomissão, senador Sibá Machado (PT-AC), foi contra a realização da audiência pública com a presença de Heleno. Segundo Sibá Machado, a subcomissão foi criada para discutir a Operação Arco de Fogo e não a política indígena da administração federal. A oposição, percebendo a oportunidade de desgastar o Poder Executivo, bancou o requerimento e aprovou o convite. De acordo com o senador Jayme Campos (DEM-MT), a política indigenista é assunto da subcomissão. O líder do PSDB na Casa, Arthur Virgílio (AM), também apresentou requerimento para que o comandante militar da Amazônia seja convidado a falar, em sessão reservada da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CREDN), sobre a política indigenista brasileira.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG